CLANDESTINIDADES e FAXINHA



A Legislação vigente diz que os radioamadores não podem manter conversação com pessoas que não têm indicativo... O máximo que se pode fazer é manter a boa educação, dar a orientação necessária e em seguida encerrar o diálogo com a pessoa que não seja licenciada...

Percebo que várias pessoas ficam "dando orelha" aos clandestinos e tratam-nos como se fossem especiais e merecedores de total atenção. Sim, eles são dignos de atenção a partir do momento que tiverem indicativo... Não estamos julgando o caráter da pessoa sem indicativo, mas sim a condição de INABILITADO para o exercício do radioamadorismo...

O pior vem acontecendo quando radioamadores ficam "dando orelhas" a pessoas conhecidamente desprovidas de moral e sem bom comportamento, petimbadores confessos. Quando o radioamador "dá orelhas" à pessoas deste tipo, acabam se igualando a elas ou até pior, ficam abaixo da clandestinidade; afinal sabem que não pode, mas insiste em falar com os clandestinos...

Muitas vezes escutei "radioamadores classe A" do Rio de janeiro e São Paulo conversando com clandestinos e dizendo que não havia problema em não ter indicativo e que ambos poderiam conversar tranquilamente; e estes "radioamadores classe A" ainda acrescentam, que não são fiscais da Anatel, e que não cabe a eles ficalizarem, e só permanecem nas frequências de VHF para brincar um pouco...

Agora questiono: isso é comportamento de radioamador e ainda mais, sendo um "classe A"?

Por várias vezes escuto um clandestino já conhecido por muitos em algumas repetidoras aqui da região de Jundiaí e Campinas e principalmente em simplex; conversando abertamente como se fosse o dono do pedaço...

Quem conversa com esse clandestino nem imagina que este mesmo indivíduo por inúmeras vezes dá portadoras nos radioamadores, fala palavrões e provoca as pessoas que ele não tem simpatia...

E ainda tem alguns, que declaram em alto e bom tom, nas repetidoras, as frequencias da faxinha de 40m que os mesmos podem ser achados, muitos chegam ao cumulo de informar o indicativo de chamada nas frequencias utilizadas abaixo do 7.000 khz.

Hoje em dia com o preço baixo dos equipamento importados da china, tem se popularizado e muito as comunicações em HF, devido aos contatos de longa distancias, e claramente os usuários da "faxinha" deixam claro, que são oriundos das classe C e do PX.

O problema maior disso tudo é que o tanto VHF quanto as sub-faixas de HF, tem se tornado um PX engravatado; o maior índice de clandestinos dentro da faixa de radioamador estão concentrados no VHF e nas sub-faixas de HF; e o motivo disso é a popularização da faixa com equipamentos baratos e acessíveis...

É importante que os radioamadores entendam que preservar a nossa faixa é impedir que ela seja banalizada...

Os radioamadores têm de se unir em torno do que é correto e cuidar das próprias atitudes; os radioamadores são cientes de seus deveres e regras a serem seguidos e assim devem cuidar para que assim seja feito; de maneira ilibada...

É bom salientar que não existe dentro da faixa de radioamador nenhuma frequência destinada a clandestinos... Muitos acreditam que falar no simplex é permitido mas isso não é verdade; não é permitido que pessoas sem indicativo utilizem frequências destinadas a radioamadores licenciados...

E pior ainda, na região de Jundiaí e Campinas, existe atualmente rodadas de clandestinos dentro do VHF, que utilizam a frequência como se fossem donos dela, rechaçando quem eles não desejam que utilize a frequência, inclusive radioamadores... Isso chega a ser o cúmulo do absurdo; seria cômico se não fosse desprezível...

Norma 449/2006: Art. 7º. A Licença para Funcionamento de Estação de Radioamador é intransferível, na qual constará, necessariamente, o nome do autorizado, a sua classe, o indicativo de chamada da estação e a potência autorizada.

A licença autoriza o radioamador a utilizar qualquer das radiofreqüências destinadas à sua classe, em conformidade com o Regulamento sobre Condições de Uso de Radiofreqüências para Estações do Serviço de Radioamador.

"RADIOAMADOR!!! Valoriza tua conquista, afinal você estudou e foi aprovado por mérito teu e tua classe é uma vitória, por isso, NÃO fale com clandestinos que invadem nossas faixas!"

POSTAGENS POPUPARES

POSIÇÕES APRS - APRS.FI

.

Resumo para o "Solar-Terrestrial Data"

Variações no campo magnético da Terra são medidos por magnetômetros.
Dois índices são calculados:
Índice K - Faixa de 0 a 9, 0 é calma
Índice A - Usa a média das 8 leituras do índice K, Faixa de 0-400
Geralmente um Índice A igual ou inferior a 15 ou um índice K igual ou inferior a 3 é o melhor para a propagação HF.
Elevados índices A e K reduzem as MUFs, mas ocasionalmente MUFs em baixas latitudes podem aumentar quando os índices A e K são elevados.
Veja no quadro acima, tanto os dados relativos a data de hoje (UTC), quanto a faixa de variação dos índices K e A:

ESTAÇÕES QRP

Loading...

VIDEOS SOBRE APRS

Loading...

Total de visualizações de página

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou? Divulgue o GRAJU!