OPERAÇÃO REMOTA e Alguns esclarecimentos

Pessoal....

Gostaria de aproveitar a mensagem tema do Grupo VHFDX, para levantar uma rodada....  de erros "
Qual o seu prefixo? (eu ainda não sou um avião!)
" ... " estou móvel portátil (????????)
" ...”  e tantos outros que não devem ser vocabulário de radioamadores licenciados....

Amigos... vocês não possuem licença portátil... isso não existe. Até já existiu... e era uma modalidade FIXA... isso mesmo... era a estação fixa em que sua operação poderia ser feita fora do local de designação e não em trânsito... e a estação móvel era aquela que poderia ser operada em trânsito.... podendo ser aérea, marítima e terrestre.... ! caramba ! ...só
De ler o texto já dá pra sacar porque a legislação mudou... se a estação móvel lhe dá direito de operar um rádio fora do seu local designado de endereço, inclusive em movimento.... pra que a portátil?!
Pois bem... a partir da Resolução 449ª "Estação de Radioamador: é um conjunto operacional de equipamentos, aparelhos, dispositivos e demais meios necessários à execução do Serviço de Radioamador, seus acessórios e periféricos e as instalações que os abrigam e complementam, concentrados em locais específicos, ou alternativamente, um terminal portátil";
Sendo que "Indicativo de Chamada de Estação de Radioamador: é a característica que identifica uma estação e que será usada pelo radioamador no início, durante e no término de suas emissões ou comunicados";

Façamos uma pausa aqui... INDICATIVO DE CHAMADA É DA ESTAÇÃO... e não do fulano...
EU SOU O PU5UAI é errado... OPERO A PU5UAI é correto....
É como o seu carro.... você possui uma “ carteira” de motorista... que para o radioamadorismo seria o COER... e o seu carro possui uma PLACA que o distingue dos demais... que para o radioamadorismo seria o INDICATIVO DE CHAMADA.... assim como carros... você pode ter quantas estações e indicativos (diferentes estados) quiser.... e o bolso suportar....

Voltando ao raciocínio.... sendo definido estação de radioamador e indicativo de chamada... é importante entender a situação que levou aos questionamentos.... quais o tipos de estações previstos em legislação? Ai vai... a mesma Resolução 449 define no Art. 25 que as estações do Serviço de Radioamador podem ser:

I - Estação Fixa:
Aquela cujos equipamentos estejam instalados em local fixo específico, compreendendo os seguintes tipos:
·          Tipo 1: Localizada na Unidade da Federação onde for domiciliado ou tiver sede o autorizado;
·          Tipo 2: Localizada em Unidade da Federação diferente do domicílio ou sede do autorizado;
·          Tipo 3: Destinada exclusivamente à emissão de sinais pilotos para estudo de propagação, aferição de equipamentos ou radiodeterminação.


II - Estação Repetidora:
Aquela cujos equipamentos sejam destinados a receber sinais de rádio de uma estação de radioamador e retransmitir automaticamente para outras estações de radioamador. As Estações Repetidoras podem ser:
·          Tipo 4: Repetidora sem conexão à rede de serviço de telecomunicações;
·          Tipo 5: Repetidora com conexão à rede do Serviço Telefônico Fixo Comutado e/ou do Serviço de Comunicação Multimídia. (CONFORME CONSULTA JÁ FEITA PELA LABRE A ANATEL: necessária para echolink por exemplo em repetidoras... vide página da LABRE-PR)



III – Móvel:
Aquela cujos equipamentos são destinados a serem usados quando em movimento ou durante paradas em pontos não especificados, sendo classificada como Tipo 6 - Estação Móvel.

IV - Estação Terrena:
Aquela com capacidade de transmissão via satélite, sendo classificada como tipo 7. (atenção SAT ENTUSIASTAS)

De posse do conhecimento... quando qualquer radioamador certificado cuja estação possui licença TIPO 6 – ESTAÇÃO MÓVEL... sua operação em qualquer canto desse país... quer seja em movimento ou não (pontos não especificados – bases de uso esporádico)... vc estará totalmente legal perante a legislação e a agência reguladora (sob quesito licença). 

Portanto... se possui licença móvel vc pode realizar suas operações em qualquer canto... mas abandone o PORTÁTIL... isso não existe mais... ou está móvel (mesmo para HT)... ou está fixo.... e dentre destes 2... sua estação poderá ser TERRENA... a qual eu aproveito para informar ao amantes de contatos via satélite que para operar qualquer um dos pássaros do serviço amador é necessário que a estação do danado tenha licença tipo 7! Quando for fazer a sua... peça para que ambas... fixa e móvel sejam capazes de operação via satélite e aventure-se neste modo intrigante...

No caso específico de acesso remoto questionado.... por qualquer ferramenta que seja, TeamViewer, LogMeIn, Skype, que geram pontes entre o seu micro e sua estação fixa disposta na rede (exclua repetidora que possui designação específica comentada anteriormente).... sua situação de licença necessária será a da estação que está sendo acessada... ou seja... se da conchichina você acessa sua estação base e a mesma está devidamente licenciada... perfeito... a emissão de RF é feita dela... por um radioamador certificado... e tudo que a compõe é chamado de estação de radioamador.... inclusive o acesso remoto.

Sou entusiasta do acesso remoto quer seja pelo micro, quer seja pelo skycommand da kenwood... o André, PY5EW, é um bom referencial para abrir seus caminhos no acesso remoto... ele possui boas experiências no assunto.... há vários cobras no assunto pela terra tupiniquim... ele conheço de perto e sei que é uma mãe para ensinar a qualquer um... (desculpa aí Andrezão pelo mãe... hi hi hi)...

Galerinha... não estou realizando crítica ou qualquer apontamento... só achei o tema interessante e por algumas vezes ouvimos alguns jargões que com o tempo... são necessários serem esquecidos... afinal..... queremos evoluir enquanto radioamadores.

Fortíssimo abraço a todos! Sucesso sempre!!!

Martins, PU5UAI

Editado por PU2POW e Baseado no texto do email do PU5UAI, em resposta ao Heitor Neto - PU2TIB, sobre operação remota.

POSTAGENS POPUPARES

POSIÇÕES APRS - APRS.FI

.

Resumo para o "Solar-Terrestrial Data"

Variações no campo magnético da Terra são medidos por magnetômetros.
Dois índices são calculados:
Índice K - Faixa de 0 a 9, 0 é calma
Índice A - Usa a média das 8 leituras do índice K, Faixa de 0-400
Geralmente um Índice A igual ou inferior a 15 ou um índice K igual ou inferior a 3 é o melhor para a propagação HF.
Elevados índices A e K reduzem as MUFs, mas ocasionalmente MUFs em baixas latitudes podem aumentar quando os índices A e K são elevados.
Veja no quadro acima, tanto os dados relativos a data de hoje (UTC), quanto a faixa de variação dos índices K e A:

ESTAÇÕES QRP

Loading...

VIDEOS SOBRE APRS

Loading...

Total de visualizações de página

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou? Divulgue o GRAJU!