ONDAS DE CALOR


O QUE É
As ondas de calor originam-se quando frentes de alta pressão, formadas em regiões quentes, áridas ou semi-áridas, deslocam-se, invadindo regiões de climas mais amenos, onde se estabilizam por alguns dias.

O fenômeno adverso ocorre anualmente nos países do sul da Europa, como Grécia, Itália, Espanha, França e outros. Nos Estados Unidos, também provoca intensos danos pessoais. No verão de 1995, nas cidades de Chicago, Nova Iorque, Filadélfia e em cidades dos Estados da Geórgia e do Kansas, morreram mais de 700 pessoas, em conseqüência da onda de calor. O fenômeno ocorreu com maior intensidade em Chicago, onde a temperatura máxima atingiu 43°C, com uma umidade relativa do ar de 90%, índice alto como o de uma cidade da Amazônia, região onde chove todos os dias. Essa taxa de umidade dificulta a transpiração e potencializa os efeitos danosos do calor sobre o corpo humano.
As ondas de calor podem incrementar a morbimortalidade (índice das pessoas que adoecem e morrem) dos grupos vulneráveis, especialmente crianças, idosos e pessoas portadoras de problemas cardiorrespiratórios importantes.
Nessas condições, a queda sustentada da umidade atmosférica favorece a intensificação de incêndios florestais. Como a população brasileira é bem adaptada ao calor, embora registre a sensação de desconforto térmico, não está sujeita aos mesmos danos que as populações não adaptadas.

COMO AGIR
As orientações são semelhantes às da baixa umidade do ar: reduzir atividades físicas, ao ar livre, nos horários de maior calor e insolação; suspender as atividades físicas ao ar livre, quando os níveis de umidade atingirem 15%; ingerir líquidos (água, sucos) e alimentos leves (frutas, verduras); vestir roupas leves; colocar toalhas molhadas e bacias d’água no quarto, principalmente para crianças e idosos e evitar o uso excessivo de ar-condicionado.
Fonte: Manual de Desastres, Vol. 1 – Desastres Naturais, Secretaria Nacional de Defesa Civil (2003).

POSTAGENS POPUPARES

POSIÇÕES APRS - APRS.FI

.

Resumo para o "Solar-Terrestrial Data"

Variações no campo magnético da Terra são medidos por magnetômetros.
Dois índices são calculados:
Índice K - Faixa de 0 a 9, 0 é calma
Índice A - Usa a média das 8 leituras do índice K, Faixa de 0-400
Geralmente um Índice A igual ou inferior a 15 ou um índice K igual ou inferior a 3 é o melhor para a propagação HF.
Elevados índices A e K reduzem as MUFs, mas ocasionalmente MUFs em baixas latitudes podem aumentar quando os índices A e K são elevados.
Veja no quadro acima, tanto os dados relativos a data de hoje (UTC), quanto a faixa de variação dos índices K e A:

ESTAÇÕES QRP

Loading...

VIDEOS SOBRE APRS

Loading...

Total de visualizações de página

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Gostou? Divulgue o GRAJU!